sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Desculpe, a cozinha fechou.

Para quem mora em cidades do interior de qualquer estado é normal habituar-se com alguns costumes, como por exemplo: dar uma volta na única praça da cidade, ficar na frente de casa olhando o movimento...
Com o passar do tempo, algumas cidades que eram tidas como "interior", passam a adquirir características de grandes metrópoles como: assalto em caixa eletrônico, assalto em loja de conveniência, assalto dentro de casa, trânsito, assalto no trânsito, assalto durante um assalto...
Mesmo assim cada lugar tem sua característica marcante, mesmo que ruim, mas tem. O moradores de Jundiaí, cidade do novo século (XVI), já devem ter percebido como é comum encontrar em bares e restaurantes a cozinha fechada após um certo horário. Quando digo um certo horário, me refiro ao horário de atendimento de um estabelecimento que se propôs em servir durante um período da noite que é usual as pessoas consumirem.
Chegar por volta de 01h30 em alguns barzinhos é batata, ou melhor, é osso pois a cozinha está fechada. 
O pior não é aceitar essa condição, é saber que esse pensamento medíocre de alguns donos de bares e restaurantes irá continuar e Jundiaí continuará sendo "A cidade do novo século".





10 comentários:

Decifra-me... disse...

Diga-me, apesar de ser costumeiro em Jundiaí, aonde você estava? rs
Jundiaí é uma cidade que está crescendo, mas se mantém com os pensamentos da época da escravatura...
bjo

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Te contar uma coisa...BH é roça grande msm! Na exata 1:30 da madruga de ontem, me veio a garçonete (de baiana, detalhe) dizer que jamais deixaria a gente pedir qq coisa, negaria até água...enfim, ainda bem q existem outros estabelecimentos que não sejam estes bares...e eu só lamento tb!

Bjs

Le Arcanjo disse...

Realmente isso é uma coisa que me intrigas às vezes..
Um dia quando eu conversava com meu vô, ele me disse como era quando ele veio morar aqui em jundiai, meu bairro era uma simples rua de terra, hoje é uma puta de uma avenida conhecida e com uma favelinha do lado...
enfim.. a questão dos bares tbm é complicado, pois o mais divertido é madrugada, o negócio é fazer a festa né..

Hawaí!

Beeijão!

Os Olhos da Lua disse...

é, assino embaixo da sua reclamação!! até porque eu sempre sou uma das últimas a sair dos botecos dessa cidadezinha de interior, hunf!

Para reverter isso, somente pessoas como vc, que pedem mais um chopp no momento em que o bar está fechando e ainda atrasam as mocinhas do caixa com o cartão que demora a passar kkkkkkkk

é osso!

Camila Sant'Anna disse...

haushuahsuhsuah....
O pior é ter vontade de beber e só ter o Russi aberto!!!
hasuhauhsuhahssh

Filipe Mantovan disse...

Caro amigo, resumindo!
Jundiaí ainda usa all-star de caverinha!

Kelly disse...

Agora, mais do que nunca, eu digo: viva São Paulo! =)

bjim
Kelly Beyker

Édi Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Édi Gomes disse...

Professor Hilário ô ô ô não sabia que o "SENHOR" também além de videomaker, publicitário, cabo man, incubador de resfriados, entre tantos outros talentos é um blogueiro!!! E aproveito para concordar com a cozinha fechada. É um absurdo. Muitas vezes, regularmente aos sábados, depois do meu compromisso religioso, o povo gosta de esticar e conversar um pouco de tudo e de tudo um pouco. O que acontece? Estabelecimentos fechados e ninguém com pique para ir às badalações no Boulevard ou pegar estrada até Sampa. Sobra reuniões em casa no 13º andar, com pizza de supermercado, Coca Zero (para manter a forma) e volume baixo para não incomodar os outros condôminos. O vida difícil.
Aproveita e vê o post "Conto", lá no meu emblogue-se. É uma história verídica que aconteceu em Terras de Petronilha... Se quiser, depois eu traduzo... Ah! E nada de sacanear sobre o Hexa... Abração e boas férias do meu grupo kkkkk

Decifra-me... disse...

Publique!
E olhe o meu blog, tem coisa nova!
Bjs