segunda-feira, 27 de outubro de 2008

O dia é ouro




Ir para Ouro Preto é ter a sensação de estar mais perto do céu, não por ser uma cidade religiosa, ter mais de 23 igrejas ou por onde você olhar ver uma cruz; e sim pelo calor que faz nesta época do ano.

Mesmo sem protetor solar eu me aventurei pela cidade, na busca de boas fotos, mas somente de pessoas.

Subindo uma rua encontro um cidadão com um fardo de algodão-doce, mesmo curioso pra ver quem compraria um doce naquele calor, continuei.

Durante o caminho parava em qualquer sombra que aparecia, porém inútil, o calor era permanente.

Num instante consegui capturar um momento de total tranquilidade e despreocupação. Minha mãe sempre dizia que isso era feio, mas com certeza é um momento de liberdade e prazer que temos ao "cutucar" nosso nariz.

O pior é que nunca julgamos um morador  de rua por limpar o salão, só por que ele tá limpando algo?

Passando em frente de um boteco fui abordado por um senhor que sua cara parece aquelas máscaras que vem a sobrancelha, o óculos e o nariz sabe? Depois lembrei que eu o havia fotografado jogando um truco na praça, mas isso é papo pra outra postagem.













Ele pediu que eu experimentasse um tal de "imbido de banana". Fui, mas para minha supresa o imbido não era doce, era carne com angú (polenta). No momento que aceitei, era para me submeter a experiência de um prato novo. Muito gostoso, mas naquele calor não era uma boa pedida, porque a cada colherada, sentia minha testa transpirar.

E quando dizem que mineiro come quieto realmente é verdade, os que estavam no boteco comiam suas porções de imbido em silêncio. E eu também.

8 comentários:

Le Arcanjo disse...

hahaha! Muitoo Bom! Devia ter experimentado tirar fotos de pessoas tbm, mas o melhor foi do salão.. kkkk

Decifra-me... disse...

Moral da história: para se preservar o mundo, devemos começar por nós mesmos. Portanto, fale para sua mãe não julgar o pobre só porque ele estava "se limpando"! rs.
Adorei as fotos. Quero ver mais. Parabéns!
Bjão.

Ps. Também postei, depois dê uma olhada.
Ps2. Ainda estou pensando no que é possível trazer de legal para cá. :)

Mili... disse...

Adorei.... Tem certeza que vc é publicitário??? Pq esse texto foi feito pela sua parte jornalística neh???

Adorei ter a companhia de um amigo, e não a de um professor... (Até minha mãe se surpreendeu que vc era meu professor, pensou que eu tinha chamado alguém pra pregar uma peça nela)...

Como disse: obrigada por ter cuidado de mim como um irmão mais velho....

E não esqueça: MIGUELITO SEM NOÇÃO....

Liz disse...

Tenho uma vontade incrível de conhercer locais como ouro preto. Como sou gaúcha, sempre fica meio difícil. Mas tenho um sonho -que hei de realizar!- de viajar o brasil inteiro visitando e conhecendo esse povo lindo!

Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Ah Hi, eu nem posso falar muito pq sou suspeita...amo Minas!
Ouro Preto é fantástica sim, aquela cidade é mágica! E você retratou ótimos momentos, fiquei com olhos de criança ao ver todo aquele algodão-doce colorido; sorri e ouvi minha mãe dizer o mesmo que a sua sobre o homem "sem modos"..rs..;e realmente aquele senhor é bem caricato!

Só falto o pão-de-queijo e a tal da "malvada"...rs...

Bjs!

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Ps.: Ah, esqueci...

Trem bão demais sô!!!!

Hehehehee

Os Olhos da Lua disse...

mto bom kkkkkkkk

Ádamus Basso disse...

Esse mesmo senhor nos deu esse prato, para mim e para o lobão esperimentarmos, o negocio é com carne mesmo, na verdade a kra ñ é muito boa, mas achei muito gostoso....